• boa vitória Brasil vence a Coréia do Sul e disputa o quinto lugar com a Argentina

    A seleção brasileira sub-23 masculina garantiu um lugar na disputa pelo quinto lugar do Mundial da categoria. Neste domingo (30.08), o Brasil venceu a Coréia do Sul por 3 sets a 0 (25/20, 25/15 e 25/22), em 1h13 de jogo, em Dubai, nos Emirados Árabes. O adversário do time verde e amarelo na disputa pela quinta colocação será a Argentina, que também neste domingo superou o Irã por 3 sets a 1 (25/17, 17/25, 25/23 e 25/21). O Brasil duelará com a Argentina às 7h30 (Horário de Brasília) desta segunda-feira (31.08) no encerramento do Mundial. O atacante Kadu foi o destaque da partida e terminou o confronto como o maior pontuador, com 14 acertos. Os centrais Aracaju e Flávio e o ponteiro João, com nove pontos cada, também pontuaram bem para o time verde e amarelo. O treinador Rubinho elogiou a postura dos brasileiros no duelo contra a Coréia do Sul e garantiu que o Brasil está pronto para o confronto com a Argentina pelo quinto lugar. “Nós fizemos uma boa partida mesmo com alguns erros de recepção e saque, especialmente no terceiro set. Vamos lutar muito para conseguir o quinto lugar. A Argentina é um time muito bem organizado e talentoso. Estamos prontos para a partida de amanhã", disse Rubinho. O levantador Thiaguinho comentou sobre o confronto contra a Coréia do Sul e o duelo pelo quinto lugar. “Foi um bom jogo. Nós jogamos muito bem nos dois primeiros sets e no terceiro tivemos um pouco mais de dificuldade. Vamos lutar para buscar o quinto lugar contra a Argentina”, garantiu Thiaguinho O Brasil começou a partida com o levantador Thiaguinho, o oposto Alan, os ponteiros Kadu e Douglas, os centrais Aracaju e Flávio, além do líbero Rogerinho. Entraram durante o jogo o levantador Fernando, o oposto Wagner e o ponteiro João. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Quadra
  • torcida animada Crianças de quatro núcleos acompanham Copa Rio Internacional

    A torcida brasileira contou com um animado reforço neste domingo (30.08), na Copa Rio Internacional, realizada no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ). Cerca de 200 crianças de quatro núcleos do projeto VivaVôlei compareceram para assistir ao duelo entre Bulgária e Alemanha, e principalmente para acompanharem as estrelas da casa, na disputa entre a seleção feminina brasileira contra a Holanda. Alunos dos núcleos de Rio das Pedras, São João de Meriti, Vicente de Carvalho e Belford Roxo, todos do Rio de Janeiro, puderam torcer e vibrar com as comandadas do técnico José Roberto Guimarães. Os alunos ganharam brindes, o uniforme oficial do projeto e lancharam no ginásio do Maracanãzinho, assistidos por professores e coordenadores do VivaVôlei. A experiência, para quem está lado a lado dos jovens, foi extremamente enriquecedora. “Eles estão criando um laço com o esporte, é fantástico vivenciarem essa experiência em jogos de alto nível. Isso cria ídolos, eles vão reconhecendo e identificando as jogadoras, se apaixonam pela nossa seleção e vão compartilhar essa sensação com a família. O projeto está crescendo, criando o que chamamos de fidelidade. Eventos como esse só acrescentam o elo com o esporte”, destacou Walmyr Lima, professor do núcleo de Rio das Pedras. Recentemente, alunos do VivaVôlei estiveram presentes em diversas partidas e ações do voleibol brasileiro. Além de visitarem o Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV) em Saquarema, eles também foram às finais das Superligas Masculina e Feminina, partidas da Liga Mundial 2015 e torneios de vôlei de praia, como a etapa Challenger realizada em Campo Grande (MS). O contato com os ídolos aumenta ainda mais o interesse dos alunos ao projeto. “Quero ver a Gabi jogando, sou fã dela e me espelho para que um dia possa também jogar voleibol. É muito legal poder acompanhar de perto a seleção, torcemos pela seleção, mas ver de perto e ter a chance de tirar uma foto e pedir um autógrafo é emocionante”, disse Daniela Souza, aluna do núcleo de Rio das Pedras. Programação de inclusão esportiva e social, o VivaVôlei oferece aulas de ‘mini-vôlei’ às crianças. Toda estrutura - tamanho da quadra, redes, bola etc - é adaptada para a faixa etária de 7 a 14 anos, a fim de otimizar as condições físicas e motoras e a capacidade técnica das crianças. As atividades têm duração de 60 minutos, em turmas com até 24 alunos, onde meninos e meninas compartilham o mesmo espaço.   Criado em 1999, o Instituto VivaVôlei, qualificado como OSCIP-Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, tem como objetivo utilizar o esporte para sociabilizar crianças de 7 a 14 anos. Atualmente, existem 77 núcleos ativos espalhados por 18 estados brasileiros. As escolas atendidas apresentam, como diferencial, o fato de serem as únicas devidamente aparelhadas para o ensino do mini-vôlei ao público infantil no Brasil. Read More
    VivaVôlei
  • amistosos Brasil volta a vencer os Estados Unidos e termina USAVCup com três vitórias

    A seleção brasileira masculina de vôlei encerrou a participação na USAVCup com vitória. Na madrugada deste domingo (30.08), o Brasil superou os Estados Unidos por 3 sets a 1 (25/20, 31/33, 25/18 e 29/27), em Irvine, na Califórnia, na quarta partida entre as duas seleções. Com o resultado, o time verde e amarelo finalizou o torneio amistoso contra os donos da casa com três vitórias e um resultado negativo. O Brasil disputa uma série de amistosos no exterior como preparação para o Sul-Americano, que acontecerá em Maceió (AL), entre os dias 29 de setembro e quatro de outubro. Os próximos desafios dos brasileiros na temporada serão dois amistosos contra o Canadá nos dias 1 e 2 de setembro. O time verde e amarelo começou a partida com o levantador Bruninho, o oposto Evandro, os ponteiros Lucarelli e Maurício, os centrais Lucão e Éder, além do líbero Serginho. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Quadra
  • no maracanãzinho Brasil supera a Bulgária e consegue segunda vitória na Copa Rio Internacional de Voleibol Feminino

    A seleção brasileira feminina de vôlei conseguiu a segunda vitória na Copa Rio Internacional de Voleibol Feminino. Neste sábado (29.08), o Brasil venceu a Bulgária por 3 sets a 0 (25/20, 25/21 e 26/24), em 1h25 de jogo, no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. A partida ficou marcada por uma homenagem à seleção brasileira feminina sub-23 que neste mês se sagrou campeã mundial da categoria, na Turquia. O Brasil fará o último jogo na Copa Rio Internacional de Voleibol às 11h30 deste domingo (30.08) contra a Holanda. O SporTV transmitirá ao vivo. A ponteira Gabi foi a maior pontuadora entre as brasileiras, com 15 acertos. A oposto Monique, com 11, e a central Adenízia, com 10, também pontuaram bem para o time verde e amarelo. Pelo lado da Bulgária, as atacantes Nikolova e Vasileva se destacaram, com 15 e 14 acertos, respectivamente. A ponteira Gabi fez uma análise do confronto contra a Bulgária e aprovou a atuação do time verde e amarelo. “Esses amistosos estão sendo muito positivos para o nosso grupo. Conseguimos duas boas vitórias. Esse jogo com a Bulgária foi um bom teste. Elas sacaram muito bem e tivemos que nos adaptar durante a partida. A Bulgária tem um time alto que exigiu bastante do nosso grupo. Jogar no Maracanãzinho, que será o palco dos Jogos Olímpicos, também é de extrema importância”, disse Gabi, que ainda comentou sobre o adversário deste domingo das brasileiras. “Vai ser um jogo difícil contra a Holanda. Acredito que o bloqueio será um fundamento determinante para a partida de amanhã”, afirmou Gabi. O treinador José Roberto Guimarães elogiou o desempenho das brasileiras contra as búlgaras. “Esse é um momento importante dentro da nossa preparação para os Jogos Olímpicos do Rio. Nosso time está com um bom volume de jogo e a relação entre o bloqueio e a defesa tem funcionado bem. Também tenho gostado da agressividade do nosso saque. Foi um bom jogo e tenho certeza de que terei uma dor de cabeça para definir o time para os Jogos Olímpicos , mas isso é positivo. Quando maior a disputa por posição, melhor para o Brasil”, afirmou José Roberto Guimarães. O JOGOO set começou equilibrado. Bem nos contra-ataques e no saque, a Bulgária abriu cinco pontos (10/5). Com um ace da oposto Monique, o Brasil encostou no marcador (13/11) e o treinador da Bulgária pediu tempo. Mesmo com a paralisação, as brasileiras mantiveram o bom momento e empataram o marcador (13/13). O set ficou disputado ponto a ponto. O bloqueio do Brasil apareceu no fim da parcial e o time da casa abriu dois pontos (21/19). As brasileiras foram melhores na parte final do set e venceram a primeira parcial por 25/20.O Brasil manteve o bom momento no início do segundo set e fez 5/3. Com um ponto de bloqueio, o time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico do segundo set vencendo por 8/5. Numa boa sequência de saques da ponteira Gabi, o Brasil fez 14/7. Bem nos ataques e com volume de jogo, o Brasil voltou a abrir no marcador (20/14). As brasileiras seguiram melhores até o final e venceram a segunda parcial por 25/21. O início da terceira parcial foi marcado pelo equilíbrio. Numa boa sequência de saques da ponteira Natália, o Brasil abriu dois pontos (7/5). Quando o Brasil fez 11/7, o técnico da Bulgária pediu tempo. A paralisação fez bem ao time europeu, que encostou no marcador (15/14). No segundo tempo técnico as brasileiras tinham dois de vantagem (16/14). O Brasil segurou uma reação da Bulgária no final da parcial e venceu o set por 26/24 e o jogo por 3 sets a 0. Homenagem No intervalo do segundo para o terceiro set do duelo entre Brasil e Bulgária, a seleção brasileira feminina sub-23 recebeu uma homenagem da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) das mãos das crianças do VivaVôlei, programa social da CBV, pela conquista inédita do Mundial da categoria, que aconteceu neste mês na Turquia. A oposto e capitã da equipe brasileira, Rosamaria, que também faz parte da seleção adulta, comentou sobre a premiação e garantiu estar emocionada por todo o ano especial que vive no voleibol. “O nosso grupo batalhou muito para conseguir esse título. Receber essa homenagem dentro do Maracanãzinho que será o palco dos Jogos Olímpicos é uma emoção que vou levar para o resto da minha vida. O meu ano está sendo muito especial e só tenho que agradecer a todos que me apoiaram ao longo da minha carreira”, afirmou Rosamaria, que fez parte da seleção adulta que ficou com a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. BRASIL – Dani Lins, Monique, Gabi, Natália, Adenízia e Carol. Líbero – Léia Entraram: Macris, Sheilla e Roberta Técnico – José Roberto Guimarães GALERIA DE FOTOS: http://2015.cbv.com.br/midia/galeria-de-imagens/item/22537-maracanazinho-rio-de-janeiro-29-08-2015-brasil-x-bulgariaTABELA DE JOGOS:Data: 28/08/2015 (SEXTA-FEIRA):Bulgária 3 x 2 Holanda (25/14, 25/22, 18/25, 23/25 e 15/9) Brasil 3 x 0 Alemanha (25/20, 25/18 e 25/15) Data: 29/08/2015 (SÁBADO) Brasil 3 x 0 Bulgária (25/20, 25/21 e 26/24) Holanda 3 x 1 Alemanha (25/15, 25/18, 21/25 e 25/23) Data: 30/08/2015 (DOMINGO) Bulgária x Alemanha às 9hTransmissão: SporTv Brasil x Holanda às 11h30 O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Quadra
  • Finalistas Gabarito/UNIPAC/FUTEL e CRB fazem a final neste domingo

    A rodada deste sábado (29.08), no ginásio FAV/V2, em Maceió (AL) definiu os dois finalistas do naipe masculino da Liga Nacional 2015. Gabarito/UNIPAC/FUTEL (MG) e CRB (AL) brigarão pelo lugar mais alto no pódio neste domingo (30.08), às 11h. Na primeira semifinal o Gabarito/UNIPAC/FUTEL venceu, de virada, o P M Castro (PR) por 3 sets a 1 (29/31, 25/19, 27/25 e 25/21), em 2h20. O duelo foi bastante acirrado com os dois lados se alternando na liderança do placar. Com melhor bloqueio e errando menos que o adversário, o time representante de Minas Gerais conseguiu superar o rival paranaense. O treinador do Gabarito/UNIPAC/FUTEL, Manoel Honorato, praticamente jogou junto com os atletas. “A idade dos jogadores nessa competição ainda é muito baixa. Então eu tenho que dar as instruções a cada jogada. Nós dependemos da obediência tática para conseguirmos os resultados positivos. E hoje eles jogaram conforme minhas instruções. Temos que jogar usando a razão, e não a emoção. Na final vamos ter que manter isso”, contou o treinador. No outro lado da chave, o CRB venceu o clássico nordestino contra o Vitória/FSBA (BA), também de virada por 3 sets a 1 (22/25, 25/23, 27/25 e 25/22), em 2h02. O fator casa e o apoio da torcida local ajudaram o time alagoano a superar a equipe baiana. “A estreia foi um momento crucial para nós. Depois que vencemos o primeiro, vi que éramos capazes. Ontem vencemos jogando muito bem, e sabíamos que era possível chegar na briga pelo título. Esse time está junto há quatro anos, eu os treino desde os primeiros passos deles no voleibol. É muito gratificante conseguir ver essa evolução”, disse Luiz Carlos Medeiros, técnico do CRB. GALERIA DE FOTOS http://liganacional.cbv.com.br/index.php/fotos/item/63-maceio-al-29-08-15-liga-nacional-masculina TORNEIO MASCULINO CHAVE A : CRB (AL) – AA Nilton Lins (AM) – P M Castro (PR) CHAVE B: Montecristo (GO) – Gabarito/UNIPAC/FUTEL (MG) – Vitória/FSBA (BA) 1ª RODADA 26.08 (QUARTA-FEIRA) 16h – AA Nilton Lins (AM) 1x3 P M Castro (PR) (20/25, 26/24, 17/25 e 24/26) 20h – Vitória/FSBA (BA) 3x1 Montecristo (GO) (22/25, 25/21, 25/19 e 25/16) 2ª RODADA 27.08 (QUINTA-FEIRA) 16h – Gabarito/UNIPAC/FUTEL (MG) 3x0 Vitória/FSBA (BA) (25/15, 25/13 e 25/15) 20h – CRB (AL) 3x2 AA Nilton Lins (AM) (25/21, 25/20, 20/25, 16/25 e 15/11) 3ª RODADA 28.08 (SEXTA-FEIRA) 16h – Gabarito/UNIPAC/FUTEL (MG) 3x0 Montecristo (GO) (25/17, 25/17 e 25/20) 20h – CRB (AL) 3x0 P M Castro (PR) (25/20, 25/21 e 25/21) 4ª RODADA 29.08 (SÁBADO) 16h – Semifinal 1 – Gabarito/UNIPAC/FUTEL (GO) 3x1 P M Castro (PR) (29/31, 25/19, 27/25 e 25/21) 20h – Semifinal 2 - CRB (AL) 3x1 Vitória/FSBA (BA) (22/25, 25/23, 27/25 e 25/22) 5ª RODADA 30.08 (DOMINGO) 9h – Disputa do Bronze – P M Castro (PR) x Vitória/FSBA (BA) 11h – Final – Gabarito/UNIPAC/FUTEL x CRB (AL)   Read More
    Quadra
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1
  • 1

Seleção Masculina

Vôlei Praia

Seleção Feminina

Vôlei Quadra