• Antes do embarque SELEÇÃO SUB-23: Equipe faz série de amistosos em preparação para o Mundial

    O calendário de seleções segue agitado neste ano de 2015. Agora, a seleção brasileira feminina se prepara para o Campeonato Mundial Sub-23, que terá início no próximo dia 12, em Ankara, na Turquia. A estreia do Brasil é neste mesmo dia, contra a Colômbia, e, para chegar bem preparada, a equipe fez, nesta semana, uma série de três amistosos em São Paulo. O primeiro, contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), depois, contra o E.C. Pinheiros (SP), e, nesta sexta-feira (31.07), contra o Sesi-SP. Um dos destaques desta seleção é a oposto Rosamaria, que integrou a equipe medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Capitã da equipe sub-23, a jogadora sabe da responsabilidade que tem diante deste grupo mais jovem. “Cheguei no Pan como a mais nova do time e procurei absorver toda a experiência e a tranquilidade que as mais velhas me passavam dentro de quadra. Agora, chego aqui com os papéis invertidos. Aqui, eu sou uma das mais experientes. Então, tento passar tudo que o que eu vivi para as outras jogadoras. O nosso grupo, apesar de novo, é muito maduro. Tenho certeza que vãos com muita determinação para fazer o nosso melhor papel nesse Mundial”, afirmou Rosamaria. Outra atleta de destaque é a ponteira Gabi, titular do Molico/Nestlé na Superliga 14/15. Após os três amistosos, a atleta sai para a viagem satisfeita com o momento atual da seleção. “Esses jogos foram bons para ver como a equipe realmente estava. Apareceram muitos pontos positivos, que mostra, cada vez mais, que estamos bem preparadas para encarar o que vem por aí no Campeonato Mundial. Estamos conseguindo transferir para o jogo o que estamos fazendo no treino. A equipe está em uma crescente e o importante é que todas estejam bem preparadas, já que o grupo todo será importante para que possamos ter sucesso no Mundial”, explicou Gabi. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Quadra
  • Virada fora de casa Em jogo “amistoso”, Valinhos leva a melhor

    Quadra
  • Circuito Sul-Americano Elize Maia e Ana Patrícia representam o Brasil em torneio na Argentina

    Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 29.07.2015 A temporada 2014/2015 do Circuito Sul-Americano de Vôlei de Praia será encerrada em grande estilo neste final de semana. Buenos Aires recebe, de sexta-feira (31.07) a domingo (02.08) a etapa final do torneio feminino. Os jogos serão disputados no Parque Sarmiento, no bairro de Saavedra, na capital argentina. A edição do CSVP Final no naipe masculino será disputada de 13 a 15 de agosto, em Maturín, na Venezuela. O Brasil será representado por uma dupla que mistura juventude e experiência, com Elize Maia e Ana Patrícia (ES/MG). A capixaba de 30 anos, que no último final de semana sagrou-se campeã da temporada 2015 do Circuito Banco do Brasil Challenger, já conquistou oito ouros em etapas Sul-Americanas. A mineira Ana Patrícia, por sua vez, é campeã dos Jogos Olímpicos da Juventude, em 2014, na China, e vem se destacando no cenário nacional com apenas 17 anos. Em junho deste ano, a dupla conquistou o Fx Pro Monte Carlo, em Mônaco, na primeira competição que disputaram juntas. Agora, Ana Patrícia espera que o rápido entrosamento novamente resulte em um título para o Brasil. "Fiquei muito feliz quando recebi a notícia de que iria jogar este torneio ao lado da Elize Maia. No torneio que disputamos juntas em Mônaco, tivemos um entrosamento que acho que foi até um pouco fora do normal, nos demos muito bem, o jogo fluiu. As expectativas são sempre as melhores, representar o Brasil é sempre uma alegria muito grande. Dedicação e força de vontade não faltarão para buscarmos mais esse titulo para o país", disse Ana Patrícia. O torneio será jogado por oito equipes do continente e terá o dobro de pontos para qualificação aos Jogos Olímpicos do Rio 2016 (500 pontos ao time campeão) e ao ranking Sul-Americano (400 pontos ao país campeão). Todos os jogos serão transmitidos on-line no site da Confederação Sul-Americana, no link http://www.voleysur.org/v2/. Além do Brasil, entre os países inscritos estão Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela. As equipes serão divididas em dois grupos de quatro times de acordo com o ranking da Confederação Sul-Americana. Os dois melhores de cada grupo avançam às semifinais com o primeiro colocado de um grupo enfrentando o segundo de outro. O Brasil está no grupo B e começa o torneio na sexta-feira (31.07), contra as chilenas Maria Rivas e Josefa Izquierdo. No mesmo dia as adversárias serão as irmãs colombianas Andrea e Claudia Galindo. A fase de grupos será encerrada no sábado (01.08), contra as venezuelanas Olaya Pazo e Gabriela Brito. No mesmo dia são disputas as semifinais. A disputa do bronze e a decisão do torneio ocorrem no domingo (02.08). O Brasil aparece como líder em ambos os naipes após as sete etapas disputadas na temporada 2014/2015. No masculino o país soma 1.240 pontos, seguido da Venezuela com 1.180 e a Argentina em terceiro, com 1.060. No naipe feminino a situação é a mesma, com 1.280 pontos para o Brasil, seguido da Venezuela, que tem 1.140 e da Argentina, com 1.020. Read More
    Praia
  • donas da casa Em Araraquara (SP), Uniara/AFAV vence o São José dos Campos

    Na segunda rodada do Torneio Seletivo da Superliga Feminina 2015/2016 o Uniara/AFAV (SP) estreou com vitória sobre o São José dos Campos (SP) por 3 sets a 1 (25/23, 22/25, 25/20 e 25/23). Jogando em casa, no Gigantão em Araraquara (SP), a equipe comandada por Sandra Mara Leão garantiu vaga na decisão que acontece no próximo sábado (01.08) com transmissão da RedeTV! às 14h. “Esperávamos um jogo bastante disputado e equilibrado, pois nesta Seletiva cada partida é uma final. Estou satisfeita com o desempenho da equipe que teve maturidade, inteligência e tranquilidade para reverter o jogo em momentos decisivos. Amanhã estaremos ainda mais focadas e iremos impor um forte ritmo de jogo, para entrarmos com maior confiança na final”, avaliou Sandra. O time do Uniara conseguiu a classificação de forma antecipada com o resultado positivo pois as adversárias do São José perderam na rodada anterior, na última quarta-feira (29.07) também por 3x1, para o Renata Valinhos/Country (SP).  Com o resultado, o time do Vale do Paraíba dá adeus ao torneio e disputará a Superliga B em 2016. Assim, a decisão da vaga na elite do voleibol feminino ficará entre as anfitriãs de Araraquara e o time de Valinhos, que ficou em terceiro lugar na última Superliga B. As duas equipes ainda se enfrentam pela fase classificatória nesta sexta-feira (31.08), às 19h30, com ingressos a R$2,00 e gratuidade para crianças até 12 anos e maiores de 65. TABELA 29.07 (QUARTA-FEIRA) – São José dos Campos (SP) 1x3 Renata Valinhos/Country (SP) (22/25. 26/24, 22/25 e 21/25) LOCAL/HORÁRIO – Gigantão, em Araraquara (SP), às 19h30 30.07 (QUINTA-FEIRA) – Uniara/AFAV (SP) 3x1 São José dos Campos (SP) (25/23, 22/25, 25/20 e 25/23) LOCAL/HORÁRIO – Gigantão, em Araraquara (SP), às 19h30 31.07 (SEXTA-FEIRA) – Uniara/AFAV (SP) x Renata Valinhos/Country (SP) LOCAL/HORÁRIO – Gigantão, em Araraquara (SP), às 19h30 FINAL 01.08 (SÁBADO) – 1º Colocado x 2º Colocado LOCAL/HORÁRIO – Gigantão, em Araraquara (SP), às 14h TRANSMISSÃO – RedeTV! Read More
    Quadra
  • Treino forte Após prata em Toronto, grupo já se prepara para Mundial Sub-23

    Parte da seleção brasileira masculina de vôlei que estava nos Jogos Pan-Americanos de Toronto chegou ontem (28.07) ao Brasil e, nesta quarta-feira (29.07), já estava em ritmo forte de treinos no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema (RJ). Sob o comando do técnico Rubinho, o grupo se prepara para o Campeonato Mundial Sub-23, que será de 24 a 31 de agosto, em Dubai, nos Emirados Árabes. Antes, como preparação final, o Brasil ainda participará da Copa Pan-Americana, que será nos Estados Unidos, entre os dias 12 e 17 de agosto. De lá, a equipe seguirá com o mesmo grupo para o Mundial. Um dos principais destaques da campanha da medalha de prata no Pan, o ponteiro Douglas, eleito o melhor jogador da sua posição, é um dos mais entusiasmados com o trabalho desenvolvido nesta temporada. “Era o mais novo do time e ganhei bastante experiência no Pan. Foi um campeonato incrível. A cada jogo, adquiríamos um pouco mais de experiência. Com certeza, voltamos de lá outros jogadores e outras pessoas. Foi muito importante para o nosso desenvolvimento como atleta e crescimento pessoal. Agora já estamos focados no Mundial”, disse Douglas, de 19 anos. Outro ponteiro da seleção medalhista dos Jogos Pan-Americanos, João Rafael também voltou satisfeito com o aprendizado adquirido durante dos dias em Toronto. “Trazer a experiência do Pan para cá, para essa preparação e, também para a disputa do Mundial Sub-23, é fundamental. A maioria não tinha vivenciado algo tão grandioso e agora vamos chegar ainda mais preparados no próximo campeonato, que vai ser bem forte. As equipes estão crescendo bastante e o nosso time também tem uma boa bagagem. Tenho certeza que vamos fazer bonito, pois estamos todos preparados”, afirmou João Rafael. O técnico Rubinho também avaliou a participação do Brasil no Pan como positiva após um trabalho bem realizado desde os treinamentos. “A experiência foi muito boa. O número de jogos foi interessante e eles puderam sentir a pressão desse tipo de campeonato, tão grandioso. Conseguimos um bom crescimento ao longo da competição, jogamos um bom voleibol na final e ficamos perto do título. Ficou um pouco de tristeza por não conseguir o ouro, mas em relação ao trabalho que havia sido projetado, o saldo, sem dúvida, foi positivo”, garantiu Rubinho. Campeão mundial sub-23 na primeira edição do campeonato, em 2013, o treinador conhece bem a força do jovem grupo com quem trabalha. “Tivemos um grupo mais novo na disputa do Pan. O intuito era colocar alguns que estão mais próximos da seleção adulta, e junto a eles, um grupo de jogadores mais jovens ainda, que são os que vão participar do Mundial Sub-23. Até mesmo o público se empolgou com a atuação dessa equipe e demonstrou que acreditava no ouro. Trabalhamos até o final para isso, não conseguimos, mas o trabalho foi positivo”, concluiu Rubinho. Do título conquistado em 2013, na cidade de Uberlândia, (MG), a seleção brasileira ainda conta com os levantadores Thiaguinho e Fernandinho, o central Aracaju e o oposto Alan. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Quadra
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1
  • 1

Seleção Masculina

Vôlei Praia

Seleção Feminina

Vôlei Quadra